Lista de você 

Coisas que eu adoro em você:

  • A cor de girassol que seu cabelo tem;
  • O jeito que sua pele se veste em vermelho quando fica sem graça;
  • A sua barba de cantor dos anos 90;
  • O quanto entra nas minhas loucuras românticas e promete serenatas de amor;
  • O seu lifestyle natureba que pinta de verde metade da sua conta do Instagram;
  • O jeito que me aconselha e se preocupa, mostrando seu lado protetor;
  •  Seu eterno “hm…” de quando está pensando e até o silêncio que faz quando quer me deixar falar e falar;
  • O quanto minha mão parece pequena dentro da sua e seu abraço demonstra ser acolhedor;
  • Seu sorriso contido de quem quer agradar mas fica tímido;
  •  O “eu quero fazer dar certo”, “estou do seu lado” e “quando essa tempestade passar…”;
  • Seu jeito “mais sentimental que eu?” – e também o quanto me faz sorrir só de pensar nisso;
  • Todas as coisas que eu ainda não conheço e até aquelas que eu posso vir a não gostar;
  • A maneira que faz eu me sentir especial só de pôr os olhos em mim e
  •  Como todas as listas parecem bobas e injustas a quem você é de verdade.

Sorte minha ter te encontrado bem no meio desse vendaval.

Jade Goulart

Maio, tatuagens e dermografismo.

Alô, alô!

Como vocês estão, gente? Uma das coisas que fiz esse mês foi a tão sonhada tatuagem, vocês lembram que bem lá no iníciozinho do blog eu fiz um post sobre isso (aqui)? Já tem um tempinho que queria escrever sobre a minha experiência mas como já comentado – infelizmente – as coisas estão meio corridas e só consegui “parar” agora.

Eu sempre sonhei e passei por diversas fases com relação a esse assunto, de borboletas, tribais, totens, tudo mesmo, até parar nos girassóis e alguns desenhos que mais para frente terei o prazer de compartilhar por aqui, mas eu tinha um impedimento: minha pele sempre foi muito sensível, só quando atingi a maioridade busquei a fundo e soube que tinha (ainda tenho) dermografismo. E o que é isso?

“O dermografismo é um tipo de alergia na pele, bastante comum na população, caracterizada pelo inchaço, coceira e aparecimento de riscos vermelhos com relevo na pele. Sempre que há alguma pressão na pele, com unha ou caneta, por exemplo.”  Fonte: Tua Saúde

O meu é leve, os “inchaços” vem e passam bem rápido, em questão de minutos, e diferente de quem tem em um nível maior, não coça, mas é bastante importante ir em um dermatologista para saber se é recomendável ou não fazer a tatuagem. Quando eu fui, o meu passou alguns remédios, a pomada ideal para a minha pele, e disse que tem tratamento especializado caso eu queira acabar com os inchacinhos na minha vida, valeu à pena, saí satisfeita hahaha Um beijo dermo lindo!

A intenção inicial foi fazer um desenho próprio, mas de tanto buscar no Pinterest achei um de uma tatuadora que não me deixou escolhas, lembro bem que na época fiquei bastante dividida, mas optei por esse e não me arrependo em nada, talvez mais para frente, com algumas bagatelas a mais eu faça o meu hahaha

ff0e2165ade2f60daf5d62794193183b

Eu fiz em um estúdio perto do meu trabalho, mesmo desenho e área, e saiu 150 golpinhos, foi bem barato porque (para a minha sorte) eles estavam fazendo aniversário e uma promoção ma-ra-vi-lho-sa!  Na hora doeu e minha pele reagiu, ficou em relevo por alguns dias (é gente, quem tem dermografismo sofre com esse mal) mas depois passou e ficou como qualquer outra tatuagem, descascou e coçou mas agora tá em perfeito estado.

18555894_1141014526010559_7837184141754117324_nNo gramado da UFRJ toda feliz.

Eu espero fazer mais algumas daqui em diante, sou apaixonada de carteirinha e por mim, meu corpo seria todo desenhado hahaha Bom, espero que vocês tenham gostado do post assim como eu! Vocês já fizeram alguma tatuagem ou têm vontade?

Até uma próxima,

Jade Goulart

Ideias de corte de cabelo (parte 1).

Olá pessoas, no post de hoje decidi passar para vocês algumas ideias que andei catando pela internet. Estou naquela necessidade de cortar o meu cabelo, mas fazer algo diferente. Mudar o visual, essa é a ideia. Nesse post vocês poderão conhecer novos cortes de cabelo e as tendencias do momento. Espero poder ajudar na busca do corte ideal. Então é isso, até a próxima. Deixe nos comentários o nome do seu corte favorito 🙂

  • Long Bob: Um estilo mais divertido de corte. As pontas geralmente são maiores na parte da frente e dão mais movimento ao cabelo.
  • Bob Hair: Ao contrário do long bob, o bob hair é um tipo de corte de cabelo anos 80, mais comportado. O corte é curto e pede uma ondulação natural 🙂

     

  • Corte degradê: Também conhecido como corte em V ou corte em camadas, é ideal para quem tem cabelos longos e cheios. Ele pode ser repicado ou não, é uma ótima forma de reduzir o volume dos fios.

     

  • Corte Pixie: É um corte ideal para quem gosta do estilo joãozinho extrovertido e moderno. Valoriza muito a área do rosto. Fica uma graça, só é necessário coragem, alguém arrisca? rs.

     

  • Corte Blunt Bob: É tendencia de 2017, famosos como Khloe Kardashian optou pelo corte e arrasou. O Blunt Bob é inspirado no antigo corte reto.

     

  • Corte Franja: Repicada ou não. Franjão ou curtinha. Reta ou lateral. Cacheada ou lisa. São várias as formas e ideias de franjas que combinam com cada corte. Use e abuse 🙂

Por hoje é só, se você gostou desse post curta e compartilhe. Em breve terá a parte dois. Conto com a sua ajuda para escolher as próximas ideais de cortes, deixe nos comentários a sua sugestão 🙂

– por Paula Ribeiro