Papo Sério: buscando o amor (próprio).

Sempre que escrevo aqui me sinto em casa conversando com uma amiga próxima, naqueles raros momentos que podemos parar depois de uma semana ou um dia cansativo e relaxar os ombros para sentir que estamos bem – ou ficaremos.

Eu sempre li pela internet que devemos nos livrar de pessoas tóxicas, e bom, eu concordo, pessoas, coisas, instantes que nos fazem mal, puxam para baixo e amarguram nossa vida realmente devem ser deixados de lado mesmo que exija esforço de nossa parte, o importante é ficar em paz; mas quantas vezes podemos reconhecer que o problema – sim, é isso mesmo que eu quero dizer – não são eles, mas nós mesmos?

Eu fiquei muito acostumada a lidar com pessoas tóxicas, tão acostumada em minha rotina que simplesmente aceitava quando as coisas não corriam de uma forma “natural”:

A amiga me passou para trás ou fez um comentário para me diminuir? Tudo bem.

O namorado fez eu aceitar algo que eu não queria? Tudo bem também.

Não, não tá tudo bem. É sério, se tem uma coisa que não está bem é isso.

Mas primeiro, antes de reconhecermos que algo está errado precisamos olhar para dentro e ver que esse tipo de tratamento parte de nós, coisas que aceitamos sem querer, maneiras que achamos que devemos ser tratados mesmo que não seja a forma que tratamos o outro em nosso dia a dia.

E daí fica a pergunta: até quando vamos ter mais carinho e compreensão com um terceiro; não se priorizar?

Diferente dos outros posts, dessa vez eu não tenho uma solução, um conselho, nada que eu possa passar por agora que vá mudar essa situação, é um processo gradual que eu estou vivendo – aprendendo a me amar mais.

Mas uma vez com o problema já identificado, fica mais fácil a cura – é o que dizem.

Tá tudo bem às vezes não ficarmos bem e tá tudo bem também, como dizem os clichês, sermos um pouco egoístas para preservarmos a nossa saúde mental – pode acreditar, o mundo gira com ou sem você e se você não estiver bem, não vai poder ajudar ninguém, permita-se ter esse tempo para se cuidar.

É isso gente, espero que todos tenham muita luz em suas vidas.

Tudo é um processo.

Jade Goulart

Anúncios

Eu não estou apaixonada.

Não, eu não estou apaixonada.

Eu não reparo no cabelo liso desgrenhado dele, o humor ácido que ele tem sempre depois da meia noite e muito menos o jeito que ele muda de leão faminto na selva para cordeiro perdido no campo quando nós brigamos.

Sabe, eu não me importo de vê-lo sair com outras meninas, não fico esperando uma resposta durante o dia e também não quero que ele esteja do meu lado enquanto as coisas desmoronam.

Eu não ligo para o sorriso dele, sua voz calma ou os seus incríveis cílios enormes, de longe não reconheceria sua despreocupação ou a sua teimosia quando eu insisto em algo que ele acha errado.

Se eu te dissesse que tem tempo que não acordo com um nome na cabeça, você acreditaria? Não sinto a menor falta de dias em que estamos juntos com suas horas que passam tão rápidas e ao mesmo tempo, devagar.

Nós somos apenas amigos, você não vê? Eu não preciso e nem quero alguém agora, muito menos esse menino que é tão seu e ainda tem muito a crescer.

Então, por todos esses motivos eu digo para você: não, eu não estou apaixonada.

Jade Goulart

Não é tarde demais.

Desde que terminamos eu estou tentando ficar bem e não pensar em você, mas às vezes, as minhas tentativas são falhas, tem dias que eu acordo e sinto a sua ausência, sinto falta do que não vivemos e me agarro nas nossas lembranças, eu não quero admitir, mas eu quero muito você aqui. Tem dias que eu só quero te encontrar e falar que eu te amo e não quero mais brigar, mas não posso fazer isso porque significa aceitar os seus erros.

Somos muito diferentes, eu não gosto das suas músicas, dos seus filmes, nem das suas séries, mas mesmo assim eu me apaixonei por você. O jeito como me olhava quando eu chegava na sua casa, o carinho que você me fazia quando eu deitava a cabeça no seu peito e o modo como você me beijava eram provas mais que concretas de que havia sentimento, mas acho que não era forte o bastante para fazer você ficar.

Eu já apaguei o seu número, te bloqueei em algumas redes sociais, até joguei fora aquele protetor solar que você esqueceu na minha bolsa, mas a verdade é que eu posso te excluir de todos os lugares, menos do meu coração, você continua sendo o meu primeiro pensamento quando acordo e continua sendo a pessoa que eu quero que veja as minhas fotos da balada, você foi e ainda é o único cara que me desperta um friozinho na barriga e que arranca o meu sorriso bobo, o único que consegue me provocar ansiedade com uma mensagem e me da aquela sensação de proteção.

Quando encosto a cabeça no travesseiro sinto aquela saudade boa, lembro do que vivemos e tento não odiar aquela nossa música do Djavan, por que ela sempre toca na rádio quando estou no carro? Será que a existência quer me fazer lembrar do cara que me tira o sono? Eu sei que vivia dizendo que eu ia ficar muito bem sem você, mas o meu mundo virou quando você se foi e agora só quero que volte, volta para mim, mas volta para ficar e deixa eu te mostrar que o seu lugar é aqui, não é tarde demais, não para nós.

Caroline David

Sempre lembrarei da nossa história.

Às vezes eu pensava que você não me assumia por medo de se magoar, passei meses tentando te provar que eu só queria te amar, mas o tempo foi passando e você não estava mudando, eu me entreguei e cem por cento eu me doei. Eu não consigo entender, se eu fui inteira e só para você, como pôde me perder?

Quando fecho os olhos ainda consigo lembrar do seu sorriso e daquele olhar, para o seu abraço eu quero voltar, não acredito que de lutinhas não vamos mais brincar, quero voltar a te beijar e em seus braços encostar, mas o preço é alto e não sei se quero pagar. Por toda a minha vida eu sonhei que encontraria alguém que me assumiria e para sempre me amaria, mas como nada você me deu, me perdeu.

Gosto de imaginar que um novo amor vai chegar, aquele amor que me dará um friozinho na barriga e encherá meu coração de alegria, gosto de pensar que esse sentimento antigo e doído vai passar e eu vou encontrar um cara que de mim vai cuidar, mas enquanto isso não acontece, eu vou aprendendo, me amando, me cuidando.

Depois de tanto tempo ainda é estranho te encontrar em algum lugar e não te abraçar ou sentar para conversar, te ignorar é a minha tentativa para desapegar. Desculpe por parecer infantil, mas como eu poderia fazer questão depois de você tanto pisar no meu coração?

O mais engraçado é lembrar que você prometeu não me deixar, comigo dizia querer casar, mas a mim você não amou, comigo nunca se importou, nem para a família me apresentou, um novo amor encontrou e para trás me deixou, não te desejo o mal, só quero que me esqueça afinal. Sempre lembrarei da nossa história, ela com certeza vai ficar na memória, mas depois de tanta dor eu só quero um novo amor.

Caroline David